Ácaros em casa Livre-se deles!

A+ A-

Animais minúsculos, só visíveis ao microscópio, os ácaros são agentes conhecidos como alérgenos, desencadeantes da crise alérgica provocada pela reação de hipersensibilidade do organismo, tanto em crianças como em adultos. Pertencem à família dos aracnídeos e possuem quatro pares de patas como as aranhas. Podem causar conjuntivite, eczema, sensação de peito fechado à noite, espirros, coceira nas mãos ou face, corrimento ou bloqueio e até mesmo asma.

Habitantes do pó de nossas casas, os ácaros podem ser encontrados nos móveis da sala e do quarto, nas cortinas, colchas, cobertores, almofadas, livros, bichinhos de pelúcia e principalmente nos colchões e travesseiros. O calor e a umidade de nosso corpo, junto com a descamação natural da pele, são favoráveis às condições de que necessitam para se desenvolverem. Através de estudos pode-se comprovar que, após seis anos de uso, um travesseiro pode ter 10% de seu peso em ácaros, com seus detritos e fragmentos de pele humana.

Em geral, o ácaro não fica nas superfícies, e sim preso entre as fibras do colchão. Então, quando a pessoa se senta ou se deita na cama, é como se pulverizasse os animais e suas fezes para o ar, que voltam a cair e são inaladas. O que provoca alergia nos seres humanos é justamente uma enzima liberada em suas fezes, conhecidas como Der P1. O clima brasileiro é ideal para que essa espécie procrie, já que os ácaros precisam de temperaturas acima de 20°C e umidade relativa do ar entre 60 e 70%.

Para se prevenir das alergias causadas pelos ácaros, é possível adotar hábitos simples como: forrar o colchão e os travesseiros com capas protetoras antiácaros, limpar os móveis com um pano úmido mais de uma vez por semana, substituir cortinas por persianas ou lavar as cortinas a cada 15 dias.

Manter o estrado da cama limpo também ajuda, assim como usar desumidificador para reduzir a umidade relativa do ar para 45% ou menos, evitar fazer refeições na cama ou no sofá (os farelos servem de alimento para os ácaros) e virar o colchão a cada 15 dias.

Cobertores devem ser substituídos por edredons que possam ser lavados quinzenalmente e manter a casa sempre arejada, com as janelas abertas, também é essencial, assim como evitar estofados cobertos com tecido, objetos que acumulem poeira e tapetes pela casa. A exposição ao sol de roupas, bichinhos de pelúcia, lençóis, cobertores, travesseiros e almofadas também é eficaz na eliminação dos ácaros.

Uma outra dica importante é a respeito dos aspiradores de pó utilizados na limpeza. Os que possuem filtro HEPA (High Efficiency Particulate Air) são os melhores, pois retém 99,9% das impurezas do ar e conseguem filtrar os ácaros com maior capacidade.

Aparelhos como os vaporizadores de ar quente conseguem matar os ácaros porque eles morrem a 60 graus Celsius. O problema, porém, é que umedecem o tecido. Para o método ser realmente eficaz, certifique-se de secar completamente o objeto que for vaporizado.

Existem também muitos remédios e produtos químicos disponíveis, mas o ideal mesmo é a prevenção. Cada medida, sozinha, pode ser pouco eficiente, pois o combate aos ácaros e consequentemente às alergias se dá com um conjunto de ações. Essas ações são bem simples, dentro da sua própria casa. Não desista desta guerra e previna-se!